trabalhos

333

(2019) Instrumentes: musica para (re)invenção, Coaty, Salvador (BR)

luzes, osciladores sonoros, peregum, arduino, reles, estrutura de ferro, amplificador, cornetas, espelho, alguidares

Ritmo. Tempo. Espaço e luz. Presença e movimento.​

Composta por um triângulo de luzes e outro triângulo invertido de alto-falantes, 333 é espaço de tempo multiplicado e agudo, circular e ternário. 

Cada circuito eletrônico é embrulhado com o peregum (planta de poder), formando uma trouxa, que é colocada sobre cada alguidar (prato utilizado em oferendas de candomblé). De cada um deles sai uma frequência sonora, que é ali ativada pelo piscar das luzes. Tudo 3, e a multiplicação - tríade infinita de possibilidades.

Esse “objeto-altar-orixá-sonoro-espacial” também opera como uma bússola, e define uma geografia no espaço determinada pelo recorte de luz do pôr-do-sol. Esse amarelo-alaranjado não só anuncia o fim do dia, como a chegada da noite, e 333 convida corpos para fazer o giro. Girar para ouvir. Sentir para mover-se. 

photo: wendell wagner
 

sound/visual arts

  • Instagram
  • Vimeo - círculo cinza
  • SoundCloud - círculo cinza