trabalhos

uma baleia encalhada na praia, com Inaê Moreira - Cerco Coreográfico

(2019) Casa Liquida

Tempo, Inaê Moreira

(2018-2019) CRD, Sesc Pompéia

Uma margem do atlântico vem ecoar memórias e presenças negras. A areia, fragmento do que já foi e pode voltar a ser rocha, instaura no corpo da performer a manifestação de um tempo que sempre retorna. Tudo se move para desmoronar silenciamentos seculares, ruir a arquitetura da opressão colonial, e sedimentar o direito de viver em liberdade. Este rito é um dispositivo de conexão ancestral, uma experiência de renascimento, um ato de coragem.

sound/visual arts

  • Instagram
  • Vimeo - círculo cinza
  • SoundCloud - círculo cinza